A Era dos deuses na 3D


A Era dos deuses na 3D

Houve um tempo que apenas os deuses habitavam a Terra e os textos sumérios registram acontecimentos pré o pós a criação do homem. 

Quando os Anunnakis vieram pela primeira vez na Terra, as artes do cultivo de cereal, de plantação de fruta e criação de gado não existiam.


Os textos sumérios são similares ao relato bíblico no Livro da Gênesis:

“Nenhuma planta do campo destravado estava ainda na Terra,
Nenhuma erva que é plantada fora ainda produzida
E o homem ainda não estava lá para trabalhar o solo”.

E os textos sumérios indicam que os deuses criaram o homem para fazer o trabalho que era deles.

“Eu produzirei um primitivo inferior,
Homem será seu nome.
Eu criarei um trabalhador primitivo;
Ele será encarregado dos serviços dos deuses.
Para que estes possam ter descanso”.

O “status” e a finalidade do homem são revelados nos termos empregados por eles nos textos sumérios:

LULU – PRIMITIVO
LULU AMELU – TRABALHADOR PRIMITIVO
AWILUM – LABUTADOR

E a idéia do  homem ter sido criado por deuses para ser um servo não chocava os povos antigos. Nos Templos Bíblicos, a deidade era “senhor”, “rei”, “governante”, “dono” e o termo traduzido na Bíblia como“adoração” era a palavra avod (trabalho).

O homem antigo e bíblico não “adorava” seus deuses,trabalhava para eles.

A decisão de criar o homem foi adotada em assembléia pelos deuses.

Os Anunnakis de classe inferior – os trabalhadores, revoltaram-se, pois o trabalho era árduo na Terra e eles não estavam mais dispostos a cumprir as tarefas, que principalmente nessa época era a mineração.

Enki conseguiu convencer os outros deuses em reunião, a criar um trabalhador primitivo.

O Livro da Gênesis pressupõe que uma única deidade fez isso, mas usa o termo Elohim que é o plural de deidades, para denotar “Deus”. Observe o relato no Livro da Gênesis.

E Elohim disse:
Façamos o homem a nossa imagem e semelhança”.

Façamos....nossa...É óbvio que refere-se a vários deuses e não um Deus.

A história bíblica da criação deriva das raízes sumérias da criação. É uma versão editada de relatos mais antigos sumérios, mas centrando num único deusa variedade de deuses.

Como vimos no texto anterior, a evolução não pode explicar o aparecimento do Homo Sapiens que em termos de milhões anos, ocorreu do dia para a noite.

O hominídeo do gene Homo é um produto da evoluçãomas o Homo Sapiens surgiu milhões de anos antes da época provável.

Os textos mesopotâmicos contam a agunia dos Anunnakis de casta inferior:
Durante 10 períodos eles suportaram a fadiga.
Durante 20 períodos eles suportaram a fadiga.
Durante 30 períodos eles suportaram a fadiga.
Durante 40 períodos eles suportaram a fadiga.

Um período Anunnaki são 3.600 anos terrestres = 1 shars, 40 shars são 144.000 anos de labuta dos deuses antes do motim. 

Os Anunnakis não criaram os mamíferos, nem os primatas, nem os homonídeos,apenas o Homo Sapiens.

Depois do motim, Enki disse aos outros deuses que existia uma criatura na Terra, que aplicado sobre ela a semelhança dos deuses, poderia resolver o problema. Vamos conhecer essa criatura, de acordo com um conto sumério que aborda o  encontro entre Anunnakis e os homens-macaco:

“Quando a humanidade foi criada
Eles não conheciam a alimentação do pão,
Não conheciam o vestuário em vestes talhadas,
Comiam plantas com a boca como carneiro
Bebiam água em fosso”.

Epopéia de Gilgamesh:

Hirsuto (cheio de pelos) com cabelo em todo o corpo,
Ele é dotado de uma cabeça com cabelos como uma mulher,
Não conhece nem povo nem terra,
Tem porte daqueles que são verdes campos,
Como gazelas, eles alimentam-se da relva;
Com os animais selvagens, ele se acotovela;
No lugar do bebedouro;
Com as fervilhantes criaturas na água
Seu corpo se delicia.

Texto Acádio:

Ele encheu os fossos que eu escavara,
Ele fez em pedaços as armadilhas que eu colocara,
Os animais e criaturas da estepe,
Ele fez soltar através de minhas mãos.

Homem-macaco: cabeludo, hirsuto, um nômade que não “conhece nem povo nem terra”, vestido de folhas e vivendo em harmonia com os animais, inteligente, já que reduzia em pedaços as armadilhas e enchia os fossos escavados para capturar os animais. Ele não se alimentava de animais, protegi-os dos invasores.

Selos cilíndricos foram encontrados descrevendo o homem-macaco entre seus amigos animais. (imagem ao lado)

Os Anunnakis necessitando de mão-de-obra, descobriram que podiam domesticar um animal adequado. 

Já tinham o “animal”, esse era inteligente mas selvagem para se tornar um dócil animal de trabalho, em outras palavras, servo, escravo ou termo mais recente: trabalhador assalariado.

Ele precisava inclinar-se melhor, segurar e usar ferramentas, um “cérebro” melhor, não como o dos deuses (claro!), mas que compreendesse a fala (dos deuses), as ordens e a tarefa a eles atribuída, para se tornar um obediente e útil AMELU (servo).

Depois do toque especial – genes Anunnakis – misturados aos homens-macaco, finalmente alcançou-se o homem perfeito: “uma pele suave, um corpo suave e sem cabelo, bastante diferente de hirsuto macaco-homem.

“Sangue eu juntarei, trarei ossos à vida. Que os primitivos sejam criados"...disse Enki.

E este “produto final” era geneticamente compatíveis, capazes até de casar-se com as filhas dos homens e ter filhos com elas, porque o homem se desenvolveu da mesma semente de vida (gene anunnaki).

“Do seu sangue eles criaram o gênero humano.
Impuseram a eles o serviço, deixaram livres os deuses,
Era um trabalho para além da compreensão”.

Oh coitados! Que dó!

O produto final, homem conhecido como Adapa/Adão era a criatura certa e os deuses pediram duplicatas e elas foram feitas, masculino e feminino.

O homem foi criado em APSU, onde se localizava as minas na África, onde Enki regia. Os Anunnakis chamaram o homem de “povo da cabeça preta”.

Enlil teve que conseguir algumas duplicatas a força de Enki e os trabalhadores Anunnakis:

“Eles pediam-lhes os de cabeça pretas.
Ao povo de cabeças pretas,
Eles deram a picareta para segurar.

Eles não perderam tempo para pô-los para trabalhar. No Livro da Gênesis:

E a divindade Javé
Plantou um pomar no Éden, no leste...
E ele tomou o Adão
E colocou-o no Jardim do Éden
Para trabalhá-lo e guardá-lo.

A crença do homem de uma Idade de Ouro em sua pré história não baseia-se em lembranças humanas, já que o homem era ainda “primitivo” para registrar informações concretas para as gerações que viriam.
Os contos da Era de Ouro, não foram contadas por eles, mas pelos Anunnakis, por isso ahumanidade pensa que nos dias primórdios, o homem viveu uma era de tranqüilidade e felicidade.

Era tranqüilo e feliz para os Anunnakisque “ganharam” escravos para fazer o serviço que era deleso homem não conhecia nada melhor e achava normal servir aos deuses.
O trabalhador primitivo servia seus deuses nu, servindo comida ou nos trabalhos nos campos ou construção, estavam sempre nu.

O homem para os deuses não era muito diferente de um animal doméstico e este primeiro modelo era um híbrido e não podia procriar, como a mula que é um cruzamento entre égua e burro, sendo híbrida não pode procriar.

Mais tarde Enki aperfeiçoou os Lulus e criou um Homo Sapiens que podia produzir sua própria descendência, o que contrariou Enlil.

As coisas não eram para ser assim, o homo sapiens foi criado para ser escravo, um servo dócil dos deuses, só isso!

Dos diversos conflitos ocorridos entre Enlil e Enki, sempre nos leva a deduzir que Enki, simpatizava com sua criação e queria dar-lhes mais conhecimento e permitir a humanidade desenvolver-se por si só (mas só para os que realmente mereciam, os Iniciados), já para Enlil, o homem é apenas o que foi criado para ser: criados, escravos.

E foi quando acabou o que era doce! No Antigo testamento, Adão e Eva foram expulsos do Éden, tempo em que viviam em paz e tranqüilos servindo aos deuses.
A continuação dos eventos da humanidade continuam a partir daí, através da linhagem de um Adão "aperfeiçoado". 

Os textos sumérios descrevem o estágio em que os deuses estavam sozinhos na Suméria, e a vida dos humanos com os deuses na Suméria em tempo antecedente ao dilúvio e um período pós dilúvio.

A Era de Ouro existiu para os Anunnakis que bem servidos por Lulus construíram uma colônia terrestre, a humanidade não conhece outra coisa a não ser servir, mas se os antigos não se importavam com a condição de servos dos deuses, hoje aqueles conscientes da história se importam e desejam mudar sua condição.

Só porque você não lembra outro meio de viver, não significa que ele não exista. A tecnologia permite que vivemos mais confortavelmente, dentro do sistemaidealizados por eles. Uma família no campo usa a lareira para se aquecer, na cidade o ar condicionado.

A tecnologia acaba nos afastando do mais importante, o desapego, o desenlace da matéria.

Os homonídeos,
Comiam plantas com a boca como carneiros,
Não conhece nem povo nem terra,
Como gazelas, eles se alimentavam da relva,
Com as fervilhantes criaturas nas águas
Seu coração se delicia,
Ele fez em pedaços as armadilhas...
Os animais e criaturas da estepe, ele fez soltar.

Que evolução foi essa, que transformou essa bela criatura homonídea que vivia na Terra, no homem que conhecemos?

Não foi uma evolução, foi uma interferência!

A bíblia fantasia de propósito a história contada nos textos mais antigos e tornou a criação do homem especial, criada pelo amor de um Deus, enquanto que registros mais antigos, contam a verdade por trás da criação homem.

Você é especial, eu sou especial, somos todos especiais, mas o homem não foi criado com esse propósito. Eles tornaram a criatura especial citada acima semelhantes a eles e criaram diretrizes que seguimos até hoje que estimulam essa semelhança, um programa baseado no medo e suas implicações.  O homem ficou desprovido de empatia, meticuloso, calculista, obcecado por poder e controle, dependentes de tecnologia, inimigo e se alimentando de animais, que antes defendia e eficientes em destruir o local que habitam.

Uma rede de proteção em torno da Terra foi criado por eles, o que chamamos de Matrix é um meio de protegê-los e nos aprisionar. Nós somos os anjos caídos (sua essência não nasceu na Terra ou no corpo de um homem), que experimentando a terceira dimensão, acabamos engaiolados. A criação é deles mas quem mantêm (alimenta) somos nós. A Matrix é um programa de distração.

É tudo que nos distancia de nós mesmos. O cara que trabalha 44 semanais, só consegue pensar no fim do dia, na novela e quem sabe no churrasquinho e futebol no final de semana. Fica idiotizado, preso somente às informações que eles desejam passar através dos meios criados para isso.

A humanidade viveu uma Era de Ouro, baseado no que se supõe Era de Ouropelos deuses, de servidão, adoração e subjugação.

Esse tempo termina para aqueles que perceberam o mundo ilusório que vivemos e continuará para os resgatados, os arrebatados, que serão colocados para dormir nas naves para quando possível repovoar uma Nova Terra numa nova Era de Ouro na 3D, junto com o povinho enterrado em bunkers. 

O dilúvio foi uma experiência traumatizante para a humanidade e não menos para os deuses. O esforço de 120 shars (432.000 anos) foi arrasado de um momento para o outro.

Nibiru causava problemas na Terra, mas algo estava causando um problema muito maior no Sistema Solar. Apesar de previsível pelos Anunnakis, o dilúvio foi inevitável, eles não tinham controle do que estava causando as anomalias vista por eles.

Eles tinham o conhecimento (informação) da transformação que viria e incomodado como estava Enlil pelos terráqueos que aumentavam em número (mais difícil de controlar), este optou junto aos outros deuses de omitir a informação à humanidade.

“A terra expandiu-se, o povo multiplicou-se;
Na terra como touros selvagens eles descansam.
O deus ficou perturbado com suas combinações;
O deus Enlil ouviu suas sentenças,
E disse aos grandes deuses:
“Opressiva se tornaram as sentenças da humanidade; suas combinações privam-me do sono”.

Um pacto após o dilúvio foi feito por Noé com o deus Enlil e uma renovação foi feita novamente.
Vai acontecer de novo e enquanto a Elite constrói bunkers, a humanidade distraída (matrix), não percebe os sinais, e quando percebem, é através da religião (outro sistema de controle dos deuses), que deturpa novamente, o real significado da transição. 

Logo nossa galáxia estará em alinhamento com o centro da galáxia e a luz da qual eles fogemqueremos ser banhados, mas até lá, é preciso compreender qual evolução e progresso você deseja, pois inúmeras possibilidades em mundos paralelos já estão em construção. 

Os próximos meses serão decisivos, o Elenin (nave menor) causará impacto maior do que vem causando, Nibiru (nave mãe) causará outros e a distração será imensa, colapso financeiro, conflitos, guerras...

O salto de uma era a outra se dará, arquitetada pelos deuses e dos sedentos porarquitetar seu próprio mundo, sua própria era.

O homem é uno com a natureza,nossos ancestrais nos demonstraram isso, mas passamos a viver a maneira deles, de modo mais “confortável” e que escraviza sem que a maioria perceba isso.

Podemos viver sem tudo que nos foi oferecido e o que ainda vão nos oferecer. 

Você só precisa saber disso!

O corpo é uma roupa biológica da dimensão que você experimenta. Se a dimensãoé densacorpo denso. Arrebatamento, resgate, bunkers foram idealizadospara salvar esse corpo denso com objetivo de repovoar a mesma dimensão densa.

Nós já estamos arquitetando o mundo em que podemos criarou co-criar e servir.

Quanto terminei de escrever o post, vi o vídeo do último post da querida Iara doConexão Sírius, que caiu como uma luva ao post. Assista abaixo ou no youtube


Destaco abaixo o comentário da querida Aragem no texto anterior, que compreendeu direitinho o que tenho alertado em termos de interferência, manipulação e disfarce dos deuses. 


Beijo no coração
Ravena


...parte da Bíblia! Poucos trechos se salvam.


- Outro dia eu discuti com um cara que falava mal dos "adivinhadores", médiuns e "feiticeiros", que tá escrito na Bíblia que é "abominação" estudar essas coisas.


Mas claro ! Já pensou se a humanidade fica sabendo do seu futuro? Já pensou se todo mundo pudesse saber como realmente funciona os mundos paralelos? Já pensou se todas as pessoas desenvolvessem suas capacidades psíquicas? Já pensou se nós pudéssemos entender e manipular a energia (éter) de forma plena? Me responda agora que tipo de ser não ia querer que isso acontecesse?


- Pior é que essa historia de upgrade da matriz também passou pela minha cabeça quando outro dia eu li uma canalização, ela falava da conclusão de uma grade energética que estava sendo construída por "eles" que é um "clone" do planeta em sua forma mais sutil para assim "abrigar" as novas "consciências".


Me perdoe se estou sendo ignorante, mas não me consta em parte alguma da natureza que ela precise de alguém com poder tecnológico construindo algo para que a mesma possa seguir com seu caminho! 


Para mim é o mesmo que fazer uma barragem num rio para construir uma hidrelétrica e como desculpa dizer aos animais que está fazendo isso para ajuda-los a ter um reservatório de águas calmas para beber e se banhar. 


Foi avisado a eles também que muitos perderiam a vida e suas casas pois as águas do rio embarreirado iam subir sem controle, mas que mesmo assim não se preocupassem pois tudo ia acabar bem, afinal o Universo é amor.


Me polpe!!!!!


Eu digo que não quero, não concordo, e não estou afim de nenhuma DROGA de "Deus Astronauta" prepotente e pilantra sacaneando minha vida ou equilíbrio do meu planeta!!!


Não aguento mais esse mundo! Eu quero descer!

Postagens mais visitadas deste blog

O Livro dos Danados

Mistérios dos Sumérios

A Civilização mais antiga do planeta !!!!!!!!