UM CÂNTICO PARA SÃO LEIBOWITZ

Estou publicando parte do livro O Despertar dos Mágicos chama-se UM CÂNTICO PARA SÃO LEIBOWITZ de Walter Miller vale a pena ler, publicarei posteriormente outras partes.

Walter Miller, é um desses livros que deixam o leitor com uma sensação de desconforto após a leitura. Essa sensação vem da maneira como o autor lida com o tema principal de sua obra, trazendo às claras um dos maiores medos da nossa geração: o apocalipse que pode ser precipitado pelo poderio nuclear desenfreado.

A estória começa seiscentos anos após uma catástrofe nuclear global que praticamente varreu a humanidade da face da Terra. Após o desastre, que inundou o planeta em um dilúvio de fogo, os sobreviventes procuram destruir não só o conhecimento científico, julgado por eles um dos causadores da hecatombe, como também eliminar os homens responsáveis por esse conhecimento, resultando no mergulho da humanidade em uma era de barbárie e primitivismo. Apesar disso, nos anos de escuridão que se seguem à tragédia, um ordem de monges, cujo padroeiro é São Leibowitz, procura preservar alguns restos da antiga ciência através da Memorabilia: textos científicos que ninguém mais compreende copiados incontáveis vezes à espera de que alguém surja para integrá-los em um novo Renascimento. Em um mar de desconhecimento, esses monges permanecem como um pequeno barco procurando uma distante costa iluminada. O tempo passa e a humanidade retorna ao progresso graças, em parte, ao esforço desses homens. Nessa nova era, será a memória do dilúvio nuclear suficiente para impedir um novo desastre?

O livro, que venceu o Hugo em 1961 e provavelmente teria vencido o Nebulat ambém se este existisse na época, causa um impressão profunda pela sua riqueza e complexidade. Miller tece uma trama sutil que envolve o leitor e o deixa em um estado de permanente descrença quanto aos motivos humanos. Essa é, em si, a maior qualidade do livro. Longe de ser uma apologia ao progresso, o livro é um questionamento sobre o valores por trás dos avanços tecnológicos da humanidade, embora, de maneira alguma, seja contrário à ciência ou ao desenvolvimento da mesma. Assim, o autor chama a atenção para as questões realmente importantes do crescimento da saber científico.

Desde a primeira vez em que o li, há muitos anos atrás, Um Cântico para Leibowitz ganhou um lugar entre os meus livros preferidos de ficção científica. É um dos livros que eu procuro reler de tempos em tempos pela sua qualidade literária, e é certamente digno de figurar em qualquer relação ou biblioteca dos melhores livros de ficção científica de todos os tempos. Em suma, totalmente recomendado.

Ao lado em página separada vc poderá ler o livro

Marcos




Postagens mais visitadas deste blog

O Livro dos Danados

Mistérios dos Sumérios

A Civilização mais antiga do planeta !!!!!!!!